Estudos indicam 23 mil fungos e bactérias em celulares. Há risco de diversas infecções e intoxicações

Estudo da Universidade de Barcelona, na Espanha, revelou que o telefone celular pode conter 23 mil fungos e bactérias. Isto significa 30 vezes o número de micro-organismos encontrados numa maçaneta de porta ou num botão de descarga de banheiro, por exemplo.
Os cientistas dizem que os lugares que os celulares são colocados como tampas de mesas, pias de cozinha e até o bolso da calça, servem de criadouro para os fungos e bactérias. A pesquisa alerta para a necessidade de lavar as mãos antes e depois de usar o celular.
Outro estudo feito pela faculdade Devry Metrocamp, em Campinas, também identificou em celulares a presença de até 23 mil fungos e bactérias que podem provocar doenças como micoses, conjuntivite, intoxicações alimentares, além de infecções de pele, respiratórias e urinárias.

Fonte: www.montesclaros.com

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.